quarta-feira, 27 de julho de 2011

Preserve a vida [Arara-Azul]


Vou aproveitar o embalo do sucesso do filme Rio, para escrever uma postagem das Araras-Azuis. Como é de imaginar, as Araras são dóceis e bricalhonas. E as Araras-Azuis como apresentado no filme Rio, sofrem com um simples fato.
O Contrabando.

Pesquisa {arara-azul-grande (Anodorhynchus hyacinthinus) é uma ave que vive nos biomas da Floresta Amazônica e principalmente no  Cerrado. Possui uma plumagem azul com uma pele nua amarela em torno dos olhos e fita da mesma cor na base da mandíbula. Seu bico é extremamente forte, perfeito para fazer buracos nas árvores ocas. Sua alimentação enquanto vivendo livremente, consiste de sementes de palmeiras (cocos).
Essa arara torna-se madura para a reprodução aos 3 anos e sua época reprodutiva ocorre entre janeiro e novembro. Nascem 2 filhotes por vez e a incubação dura cerca de 30 dias. Depois que nascem, as araras-azuis ficam cerca de três meses e meio no ninho, sob o cuidado dos pais, até se aventurarem no primeiro voo. A convivência familiar dura até um ano e meio de idade, quando os filhotes começam a se separar gradativamente dos pais.}

As araras Azuis têm como lar o nosso Brasil. Sendo a Amazônia e o Cerrado os lugares que se pode encontrar as nossas belas araras. Além das araras criadas em cativeiro é claro. :p


Essas aves da cor Azul Celeste, estão em risco de extinção. Sendo um dos principais motivos a caça e a venda dessas aves, mais conhecido com o termo  "contrabando".


Mencionado no filme Rio, o contrabando vem sendo a espinha dorsal da extinção de muitos animais. E com a falta de fiscalização, aqui no Brasil  parece que a extinção é o único caminho para nossas aves.


"É triste. Um país tão grande, tão rico, tão Abençoado! Perder a beleza em troca de algumas moedas."


Postar um comentário