quarta-feira, 19 de agosto de 2009

O dia em que Dorival encarou a Guarda


trecho de livro de Tabajara Ruas



  • O Dia em que Dorival Encarou a Guarda é o estranho caso de um capítulo que ganha vida própria e se torna um clássico. Oitavo episódio do livro O Amor de Pedro por João, segundo romance de Tabajara Ruas, Dorival é uma incrível historia de transgressão e resistência que começa de maneira aparentemente banal: um prisioneiro pede para tomar um banho...
    Escrito no final dos anos 70, em Copenhagen, durante o exílio imposto a Ruas pela ditadura militar no Brasil, O Amor de Pedro por João segue personagens que sofrem com perseguições políticas e com a necessidade da fuga e do exílio. Depois de originalmente lançado no Brasil pela L&PM Editores no início dos anos 80, o livro ganhou nova edição da Record em 1998.
    O Dia em que Dorival Encarou a Guarda foi adaptado para o cinema em um curta dirigido por José Pedro Goulart e Jorge Furtado, em 1986. O filme ganhou inúmeros prêmios, entre os quais o de melhor curta nacional e melhor ator de curta no festival de Gramado, e de melhor curta metragem de ficção no 21º Festival de Cinema Ibero americano de Huelva, Espanha, e no 8º Festival Internacional do Novo Cinema Latino americano de Havana, Cuba.

  • O Dia em que Dorival Encarou a Guarda é um filme de curta-metragem brasileiro, de 1986, dirigido por Jorge Furtado e José Pedro Goulart. A obra é uma adaptação do oitavo episódio do livro O Amor de Pedro por João, de Tabajara Ruas. A trilha sonora original do filme foi feita por Augusto Licks.
    Sinopse: Em uma prisão militar, o detento Dorival tenta convencer os guardas a permitir que ele tome um banho. Mas o preso esbarra na negativa dos guardas, embora estes não consigam justificar para Dorival a razão que o impede de tomar o banho.
Assista o video do curta abaixo:
1ªParte
2ªParte
Dê seus comentários e sua nota.
Obrigado pela visita!!!
Postar um comentário